CREMERJ acompanha situação do Hospital Federal de Bonsucesso

27/10/2020

Representantes do CREMERJ estiveram no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), nesta terça-feira, 27, para verificar informações sobre os impactos do incêndio na unidade. O Conselho confirmou que todos os pacientes, que estavam no prédio que foi comprometido, foram transferidos para outros locais. O Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, também na Zona Norte da cidade, está sendo uma das principais retaguardas.

O espaço onde funcionou o hospital de campanha do Riocentro deverá ser cedido para o HFB, provisoriamente.

O Conselho, enquanto estava no local, também confirmou que uma paciente, que tratava de complicações da Covid-19, veio a falecer após a transferência.

Ainda há grande preocupação para controlar o incêndio. Os pacientes da ala materno-infantil deverão ser transferidos ainda nesta terça-feira e o CREMERJ acompanha esta situação.

"Neste momento, o mais importante é garantir a segurança dos pacientes e também de todos os médicos e profissionais que atuam no HFB. Estamos em contato com membros do Corpo de Bombeiros, do Ministério da Saúde e de outras autoridades e auxiliando no que é possível", declarou o diretor do CREMERJ Flavio de Sá, que esteve no local.

O presidente do Conselho, Walter Palis, ressaltou a importância das unidades de retaguarda. "Esses pacientes precisam dar continuidade aos seus tratamentos. Sabemos que a saúde pública enfrenta um momento difícil, que não é de hoje, mas se agravou com a pandemia. Agradecemos todos os colegas que estão recebendo esses pacientes e se desdobrando para evitar prejuízos na assistência ", completou.